Cinco brasileiros estão no Afeganistão e dois querem sair, diz Itamaraty

Ministério das Relações Exteriores busca acordo com países que estão conduzindo operações de resgate para incluir brasileiros em voos que estão deixando o país. Mais de 18 mil já saíram de Cabul desde que o Talibã assumiu o poder, no domingo (15)

Foto: AP

Cinco brasileiros estão no Afeganistão neste momento e dois deles manifestaram a intenção de deixar o país, informou o Ministério das Relações Exteriores nesta sexta-feira (20).

O órgão não forneceu informações sobre os três demais.

O ministério garante que os brasileiros que necessitem receberão o apoio mais amplo possível e diz que está fazendo um acordo diplomático com países que têm conduzido operações de resgate em território afegão, para que os brasileiros possam ser incluídos em algum dos voos.

Ainda segundo o Itamaraty, o governo brasileiro avalia a possibilidade de concessão de vistos humanitários para pessoas afetadas pela situação política no Afeganistão, “em termos semelhantes aos concedidos a haitianos e apátridas da República do Haiti e para as pessoas afetadas pelo conflito na Síria”.

Inicialmente, o Itamaraty havia dito que não tinha registros de brasileiros no país, onde o Talibã assumiu o poder no domingo (15), após tomar a capital Cabul.

Na quinta-feira, o grupo extremista declarou que o país se tornou o Emirado Islâmico do Afeganistão.

Diversos países estão organizando missões de retirada de seus cidadãos através do aeroporto internacional Hamid Karzai, em Cabul. Milhares de afegãos que colaboraram com as forças de segurança estrangeiras também estão sendo retirados do país.

Segundo a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), mais de 18 mil pessoas já saíram do Afeganistão, e a entidade prometeu dobrar os esforços para acelerar a retirada.

Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário