Após adiamento, Conmebol volta atrás e confirma partida entre Bahia e Independiente para hoje

Jogadores do Independiente foram retidos no aeroporto de Salvador após testarem positivo para Covid-19

Foto: Divulgação

Poucas horas após anunciar o adiamento da partida entre Bahia e Independiente, a Conmebol voltou atrás e confirmou a partida para a noite desta terça-feira. O jogo, válido pela 3ª rodada da fase de grupos da Sul-Americana, voltou para a programação inicial, às 19h15 (de Brasília), no estádio de Pituaçu, em Salvador. O Bahia já foi notificado da mudança.

Durante a madrugada, a Conmebol divulgou que a partida entre Bahia e Independiente seria adiada para quarta-feira. A mudança ocorreu após o problema com o desembarque da delegação do Independiente em Salvador. Jogadores e integrantes da comissão técnica testaram positivo para a Covid-19 na capital baiana, o que levou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a impedir a entrada da delegação no país.

Por volta das 3h, parte dos jogadores deixaram o aeroporto e foram para o hotel. Porém, o grupo que testou positivo para a doença permaneceu retido no aeroporto e voltará para a Argentina.

De acordo com o regulamento da Conmebol, as autoridades de saúde competentes de cada país são órgãos máximos responsáveis por liberar a entrada dos clubes. É responsabilidade de cada clube gerir os documentos para a entrada no país.

O Bahia, por exemplo, precisou se adequar às regras específicas do Uruguai, na semana retrasada, quando enfrentou o Montevideo City Torque. Todos os membros da delegação precisaram fazer novo exame de Covid-19 ainda no aeroporto, ficaram proibidos de sair do hotel e não tiveram vestiário no jogo contra o Montevideo City Torque.

Segundo a assessoria de comunicação do Independiente, todos os jogadores realizaram testes para Covid-19 antes de deixar a Argentina.

- Na Argentina foram realizados os testes PCR. Depois que uma pessoa é recuperada da Covid, ela continua a ser detectada no PCR por um tempo. Portanto, a Conmebol pede uma série de estudos médicos que atestem que as pessoas NÃO estão sofrendo da doença, que estão curadas. Esses estudos foram apresentados e a Conmebol autorizou-os a viajar e jogar.

A partida entre Bahia e Independiente vale a liderança do Grupo B da Copa Sul-Americana. A equipe argentina ocupa a primeira colocação da chave, com seis pontos, seguida de perto pelo Tricolor baiano, com quatro pontos.

Após os dez membros testarem positivo para Covid-19, a Anvisa afirmou que eles não poderiam entrar no país. A delegação do Indepediente-ARG, então, se recusou a entrar no aeroporto.

Depois de muita conversa, os argentinos decidiram que entrariam no país, mas, desta vez, foi a agência brasileira que decidiu que iria reter toda a delegação, gerando grande apreensão da Conmebol, que chegou a pedir a ajuda do Bahia.

Por volta das 3h, depois de muita negociação, a delegação do Independiente-ARG foi liberada para deixar o aeroporto, porém sem as dez pessoas que testaram positivo.


Informações GE

Compartilhe

Deixe seu comentário