Novo na pasta, secretário Municipal do Meio Ambiente intensifica trabalho de fiscalização

Fiscais da Secretaria do Meio Ambiente (Semmam) estiveram no bairro Novo Horizonte, na última quarta-feira (03), após receber uma denúncia de descarte de resíduos de construção na Lagoa da Pindoba. José Carneiro Rocha relata ações.

Foto: Divulgação/ Semmam

Fiscais da Secretaria do Meio Ambiente (Semmam) estiveram no bairro Novo Horizonte, na última quarta-feira (03), após receber uma denúncia de descarte de resíduos de construção na Lagoa da Pindoba.

No local, foi detectado que o material das obras de duplicação da BR 116-Norte estava sendo despejado em área irregular, obstruindo a vazão de água da lagoa.

'Nós localizamos o engenheiro responsável que imediatamente resolveu o problema e nós demos um prazo para que ele solucionasse, os entulhos foram colocados as margens da BR e obstruiu uma área que quando a água subia, a tendência natural é inundar as residências do bairro', afirmou o secretário Municipal do Meio Ambiente vereador licenciado José Carneiro Rocha (MDB) à nossa reportagem.

O descarte irregular de entulhos em vias públicas é crime previsto na lei municipal de nº 1.613/92. A infração para quem for flagrado pode gerar uma multa de R$ 159,20.

'O problema está resolvido, o prazo dado foi de 24h e a Semmam está aí com esse objetivo, solucionar problemas que surjam', relata José Carneiro.

De acordo com o secretário, a pasta está atuando nas mais de 70 lagoas existentes no Município.

'Nós estamos, juntamente com o departamento de fiscalização e educação ambiental buscando todas as informações para que dentro da nossa realidade, possamos dar a manutenção necessária, quando se trata de revitalização no porte da Lagoa Grande, por exemplo, o valor fica muito alto e quase sem o município não tem condição de fazer essa revitalização nesse porte, mas dentro da preservação das nascentes, estamos atentas a essa questão', relata.

Com informações do repórter Joaquim Neto 

Compartilhe

Deixe seu comentário