Salvador registra queda no número de pessoas endividadas pelo 5º mês seguido, aponta pesquisa

Segundo pesquisa, 567 mil famílias estão endividadas na capital baiana, em fevereiro

Foto: Reproduo

Apesar da crise causada pela pandemia de Covid-19, o número de pessoas inadimplentes caiu em Salvador, no mês de fevereiro, segundo uma pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA).

De acordo com a federação, 61% das famílias da capital baiana possui dívidas. A Fecomércio aponta ainda que segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), 567 mil famílias estão endividadas, 8,1 mil pessoas a menos do que registrado em janeiro. Desde setembro de 2020, quando o percentual foi de 66,9%, o número de famílias com dívidas reduziu 53,8 mil.

A taxa de inadimplentes também reduziu pelo quinto mês seguido. Segundo a pesquisa, em fevereiro, a taxa de inadimplentes atingiu 25,5%. Cerca de 237 mil famílias não conseguiram pagar a dívida até a data do vencimento, 49 mil a menos do que em setembro de 2020.

Apesar da redução, o percentual de inadimplentes continua alto. Há um ano a taxa era de 15,7%, segundo a Fecomércio-BA.

Dentre os endividados, o tipo de dívida mais frequente é o cartão de crédito com 94,2%, seguido dos carnês (8,4%).

A pesquisa também mostra que o percentual da renda comprometida com a dívida atingiu 36,5%. Em janeiro, a taxa era de 37,9% de janeiro. Segundo a Fecomércio-BA, o ideal é estar próximo aos 33% para reduzir os riscos de descontrole com as demais contas do dia a dia.

Informações G1 Bahia

Compartilhe

Deixe seu comentário