Biden toma 2ª dose da vacina contra a Covid-19

A aplicação em público é um esforço para incentivar a vacinação no país. Ele tomou a primeira dose da vacina da Pfizer/BioNTech em dezembro.

Foto: AP Photo/Susan Walsh

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, de 78 anos, recebeu nesta segunda-feira (11) a segunda dose da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech.

Em rápido pronunciamento, ele prometeu vacinar milhões de pessoas nos EUA em 100 dias, mas disse que isso será um grande desafio e que, por enquanto, todos devem usar máscara.

A aplicação em público é um esforço para incentivar a vacinação no país – pouco antes do Natal, o democrata recebeu a primeira dose da vacina. O presidente Donald Trump, de 74 anos, que contraiu a Covid-19 em outubro, ainda não informou se tomará a vacina.

A vacina da Pfizer foi a primeira a ser aprovada no país na segunda quinzena de dezembro. Ainda em fase inicial da campanha, os hospitais estão vacinando preferencialmente profissionais da saúde, idosos e membros do grupo de risco.

A vice-presidente eleita, Kamala Harris, também deve receber a segunda dose da vacina em breve. Ela recebeu a substância da Moderna uma semana depois de Biden ser imunizado.

A agência reguladora norte-americana aprovou, até o momento, essas duas vacinas para uso emergencial.

Ambas as vacinas – Pfizer/BioNTech e Moderna – usam moléculas de mRNA (ácido ribonucléico mensageiro) para fazer com que as células humanas produzam imunidade ao "espinho" do coronavírus e, assim, evitar que ele consiga se fixar.


Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário