'Será seguro se cada um fizer a sua parte', infectologista alerta sobre cuidados no dia de votação

No último dia 15 de novembro, a nossa reportagem verificou grandes aglomerações nos colégios eleitorais e proximidades, fluxo que a coordenadora acredita que será menor neste domingo de votação.

Foto: Divulgação

Devido ao aumento de pacientes hospitalizados com a Covid-19 em Feira de Santana e diante da realização do segundo turno das eleições municipais neste domingo (29), a infectologista e coordenadora do Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus Dra. Melissa Falcão faz recomendações para os eleitores sobre os cuidados necessários no momento do voto.

'Existem algumas regras que foram criadas para reduzir esse risco de contágio e antes disso, é importante lembrar a todas as pessoas que estiverem com coronavírus a menos de dez dias do diagnóstico, a não comparecem aos colégios eleitorais para votar', afirma a Dra. à nossa reportagem.

Ela destaca que estas pessoas podem infectar outras e em função disso, devem justificar a ausência pelo e-titulo.

Assim como no primeiro turno, o horário de votação acontecerá das 07h às 17h com as primeiras horas, das 07h às 10h, reservadas preferencialmente para os idosos.

'Todos deverão, obrigatoriamente, usar máscara, como aconteceu no primeiro turno, cada um levando sua própria caneta, evitando compartilhar, estar passando caneta de mão em mão, e além disso, é obrigatório levar um documento com foto porque não será usada a biometria, também visando conter infecções', ressalta a infectologista.

No último dia 15 de novembro, a nossa reportagem verificou grandes aglomerações nos colégios eleitorais e proximidades, fluxo que a coordenadora acredita que será reduzido neste domingo de votação.

'Acredito que o movimento será menor porque diminui o movimento de vereadores que são muitos candidatos, não deve haver aglomeração, as pessoas não devem fazer campanha de qualquer tipo no dia da votação, isso deve ser evitado, os eleitores devem procurar caminhos mais tranquilos e nas filas, manter sempre distância de um metro entre uma e outra', pontua.

Há uma grande expectativa de redução das ausências neste segundo turno, quando comparado ao primeiro. Com isso, mais pessoas votarão nos colégios eleitorais.

'Apesar disso, as pessoas vão votar mais rápido, já que é apenas um número para digitar. Acabou de votar, evitar ficar conversando, é ir para casa', diz Dra. Melissa.


Com informações do repórter Joaquim Neto  

Compartilhe

Deixe seu comentário