Velório de Maradona será na Casa Rosada, sede do governo argentino

Família do ídolo tinha a opção da Bombonera, mas aceita a oferta do presidente Alberto Fernández

Maior ídolo do futebol argentino, Diego Armando Maradona terá uma despedida à altura do seu lugar na história do país. Segundo informa a imprensa local, a família do ex-craque aceitou a oferta do presidente Alberto Fernández para realizar o velório de Maradona na Casa Rosada, sede do governo nacional.

Tão logo foi confirmada a morte do ídolo, no início da tarde desta quarta-feira, o presidente argentino decretou luto oficial de três dias no país. Fernández é torcedor do Argentinos Juniors, time onde Maradona iniciou a carreira. Os detalhes sobre o velório e a data do sepultamento ainda não foram divulgados. Também não há por ora informações sobre como os fãs poderão dizer adeus a Maradona em meio às restrições sanitárias provocadas pela pandemia de Covid-19.

Além do governo argentino, a família de Maradona também foi procurada pela direção do Boca Juniors, que ofereceu o estádio La Bombonera para o velório. Maradona era torcedor do Boca, teve duas passagens pelo clube, onde encerrou a carreira em 1997, e passou a frequentar os jogos da equipe como torcedor após deixar os gramados. No entanto, a família optou pela despedida na sede do governo.


Informações GE

Compartilhe

Deixe seu comentário