Bahia tem 1.781 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h; nº total passa de 383 mil com 8.081 mortes

Segundo a Sesab, são 383.945 casos confirmados desde o início da pandemia. Desses, 367.229 já são considerados curados e 8.635 encontram-se ativos.

Foto: Valter Pontes/Secom Prefeitura de Salvador

A Bahia registrou 1.781 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), na tarde deste sábado (21).

De acordo com a secretaria, nas últimas 24 horas, a taxa de crescimento no número de casos foi de 0,5% e de recuperados 0,4% (1.381). O boletim epidemiológico ainda contabiliza 20 óbitos que ocorreram em datas diferentes. O número total de mortes desde o início da pandemia é 8.081, o que representa uma letalidade de 2,10%.

Segundo a Sesab, são 383.945 casos confirmados desde o início da pandemia. Desses, 367.229 já são considerados curados e 8.635 encontram-se ativos.

A secretaria informou que entre as mortes, 56,28% ocorreram no sexo masculino e 43,72% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,52% corresponderam a parda, seguidos por branca com 18,19%, preta com 14,87%, amarela com 0,73%, indígena com 0,10% e não há informação em 11,58% dos óbitos.

O percentual de casos com comorbidade foi de 71,71%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,27%).

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (25,17%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ibirataia (9.097,44), Itabuna (6.792,89), Madre de Deus (6.774,76), Almadina (6.698,39) e Aiquara (6.657,67).

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 783.983 casos descartados e 96.261 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h deste sábado.

Na Bahia, 30.645 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Dos 1.820 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS), exclusivos para atender pacientes com o novo coronavírus na Bahia, 968 estão com pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 53%. Dos 803 leitos de UTI (adulto) disponíveis no estado, 501 estão ocupados, o que corresponde a 62%.

Em Salvador, de acordo com a Sesab, dos 760 leitos ativos, 507 estão ocupados, o que corresponde a uma taxa de ocupação geral de 67%. Os leitos de UTI adulto, estão com 62% de ocupação. Já o de UTI pediátrica, 63% de ocupação.

O secretário de saúde de Salvador, Léo Prates, sinalizou neste sábado o aumento da ocupação de leitos de UTI. No boletim de sexta, a taxa era de 58%, neste sábado já subiu quatro pontos percentuais. Diante do cenário, Prates informou que a prefeitura vai reabrir 30 leitos de UTI voltados para atendimento de pacientes infectados com a Covid-19.

Com relação aos leitos de enfermaria, a capital baiana tem taxa de ocupação de 73% (adulto) e 68% (pediátrico).



Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário