Pandemia aumenta busca por autônomos e freelancers no país; veja serviços com maior demanda

Plataforma registrou 293 mil novos freelancers brasileiros desde o início da pandemia e 400 mil profissionais autônomos cadastrados entre março e setembro.

Foto: Divulgação

Opção de renda em meio à pandemia e ao desemprego recorde, plataformas que reúnem profissionais autônomos e freelancers registraram aumento tanto no número de trabalhadores cadastrados como na procura por seus serviços.

A Workana, plataforma que conecta freelancers a empresas, registrou um aumento de 32% no número de cadastros de profissionais brasileiros durante a pandemia. Hoje ela conta com mais de 3,2 milhões de freelancers, sendo que 50% desse total são brasileiros.

Já o aplicativo de contratação de serviços GetNinjas registrou cerca de 400 mil novos profissionais na plataforma entre março e setembro deste ano - aumento de 62% em relação ao ano anterior.

A plataforma Workana registrou 293 mil novos freelancers brasileiros desde o início da pandemia. No total, são 1,6 milhões de profissionais cadastrados.

Além disso, em setembro, houve crescimento de 18,39% no volume de projetos publicados na plataforma em setembro na comparação com o ano passado. A expansão no número de projetos é diretamente ligada à busca das empresas por freelancers.

A média de projetos publicados mensalmente na Workana atualmente gira em torno de 30 mil, sendo que o mês de maio teve o maior volume no ano: 37 mil. O crescimento em relação a abril foi de 31,7%, e em relação a fevereiro, chegou a 39%.

De acordo com a plataforma, nos últimos meses, o mercado freelance cresceu exponencialmente, devido à própria escolha dos profissionais por trabalharem à distância e por conta própria e pelo aumento do desemprego no Brasil.

As categorias mais contratadas em setembro foram:

Design & Multimídia: 34,52%
TI & Programação: 25,87%
Tradução & Conteúdos: 22,73%
Marketing & Vendas: 12,14%
Engenharia e Manufatura: 1,4%
Suporte Administrativo: 1,19%
Finanças & Administração: 1,15%
Legal: 1%

O GetNinjas registrou mais de 2,4 milhões de serviços solicitados pelos brasileiros entre março e setembro, crescimento de 86% em relação ao mesmo período de 2019. O aplicativo credita o aumento à maior demanda de serviços em casa por conta do isolamento social e a necessidade de reparos e reformas.

Entre os mais de 500 tipos de serviços oferecidos pelos mais de 1,7 milhão de profissionais cadastrados, o pedreiro foi o mais demandado no país, somando mais de 119 mil solicitações entre março e setembro deste ano.

A segunda e terceira posições são ocupadas, respectivamente, por profissionais que realizam mudanças e carretos (108 mil pedidos) e técnicos de celular (105 mil pedidos). Em quarto lugar, com mais de 98 mil solicitações, está o técnico de televisão.

Veja os profissionais mais demandados entre março e setembro no país:

Pedreiro
Mudanças e Carretos
Técnico de Celular
Técnico de Televisão
Montador de Móveis
Eletricista
Diarista
Técnico de Geladeira e Freezer
Advogado
Encanador
Marceneiro
Psicólogo
Técnica de Notebooks
Marido de Aluguel
Técnico de Lava roupa


Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário