Aprovados no concurso da Guarda Municipal realizam nova manifestação para cobrar nomeação

Esta é a quarta vez que os aprovados realizam manifestação cobrando do governo municipal a nomeação imediata dos aprovados. Ao Bom Dia Feira, um dos candidatos aprovados ressaltou que não há direcionamento para resolução do empasse.

Foto: Joaquim Neto/ Bom Dia Feira

Os 112 aprovados no concurso da Guarda Civil de Feira de Santana no ano de 2018 estão, na manhã desta quarta-feira (21), em manifestação na Câmara Municipal.

Esta é a quarta vez que os aprovados realizam manifestação cobrando do governo municipal a nomeação imediata dos aprovados.

Ao Bom Dia Feira, um dos candidatos aprovados, Iago Carvalho ressaltou que até o momento não há direcionamento para resolução do empasse.

'Há 15 dias, alguém da base do governo nos passou a informação de que iria conseguir uma reunião com o prefeito para ver como seria feito o cronograma de nomeação, mas não houve retorno, então estamos retomando as manifestações', disse.

De acordo com o manifestante, dos 162 aprovados no concurso, 50 estão atuando e as demais vagas estão sendo ocupadas por meio de cooperativas e terceirizados.

'Foram os previstos inicialmente no edital e nós estamos na condição de cadastro reserva, sendo que nessa condição, existem cooperativas e terceirizados fazendo o nosso trabalho. Orçamento existe, os cargos também existem, tem 400 cargos criados pela Câmara para essa função e somente 194 atuando, ou seja, existe um déficit de guardas', relata Iago.

Ele destaca ainda que na última manifestação realizada, foi formada uma comissão com três vereadores para buscar solucionar o caso.

'Neste momento cabe ao prefeito resolver o nosso problema. O líder do governo na Câmara fechou os olhos, assim como outros que fingem que nosso problema não existe. Os vereadores estão o tempo todo em contato com o prefeito, se eles realmente quisessem resolver, já teriam', diz.

O líder do governo na Câmara Municipal Marcos Lima pontuou que ainda não esteve com o prefeito para tratar sobre o assunto.

'Entendo que ao guardas que já passaram pela formação devem sim ser convocados porque muitos deles deixaram os empregos, cidades e não foram convocados todos, então acredito que o prefeito será sensato e eu vou conversar com ele sobre isso', relata.

Para o diretor da Associação da Guarda Municipal de Feira de Santana, a quantidade de servidores atuantes não é suficiente.

'O nosso estatuto diz que são 400 vagas e nós só temos 194 guardas, mesmo que chame esses 112, ainda faltariam mais pessoas para ocupar essas vagas. Atualmente temos cinco viaturas e todas elas poderiam estar rodando, desempenhando um papel melhor em torno de toda a cidade', afirma.


Com informações do repórter Joaquim Neto 

Compartilhe

Deixe seu comentário