Por unanimidade, TSE cassa mandato de Targino Machado

Targino é acusado de de abuso de poder ao realizar atendimentos médicos em Feira de Santana durante a eleição de 2018. Com a decisão, o primeiro suplente Thiago Correia (PSDB) deverá assumir o mandato.

Foto: Divulgação

Sessão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), finalizada na noite desta terça-feira (06), cassou, por unanimidade, o mandato do deputado estadual Targino Machado (DEM). Os sete ministros votaram favoráveis a cassação do mandato do deputado. 

Targino é acusado de de abuso de poder ao realizar atendimentos médicos em Feira de Santana durante a eleição de 2018. Ele chegou a ser absolvido no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRT-BA), mas o Ministério Público Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA), recorreu contra decisão e levou as acusações ao TSE.

Em investigação, o MP Eleitoral apurou que político se valeu da sua condição de médico para realizar atendimentos gratuitos para a população de Feira de Santana, com o intuito de angariar votos para sua campanha, em 2018.

Ainda conforme as investigações, a população era atendida em clínicas clandestinas em Feira de Santana e, de lá, transportada para os municípios de Cachoeira e São Félix, onde tinham acesso, irregularmente, a serviços de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). A denúncia foi apresentada pela Secretaria de Saúde do Estado da Bahia.

Com a decisão, o primeiro suplente Thiago Correia (PSDB) deverá assumir o mandato. 


Informações A Tarde 

Compartilhe

Deixe seu comentário