Prefeitura autoriza retomada gradual das atividades musicais em restaurantes

De acordo com o decreto, é de inteira responsabilidade do estabelecimento o rigoroso cumprimento das medidas de segurança. A retomada gradual está condicionada ao cumprimento de determinados protocolos de segurança.

Foto: Divulgação

Decreto municipal, divulgado nesta sexta-feira (25), autoriza a retomada gradual das atividades musicais nos restaurantes tradicionais e casas que oferecem serviços de bar e restaurante, desde que haja o cumprimento das restrições e medidas de prevenção e segurança, no combate à disseminação do coronavírus, estabelecidas nos protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Desde a reabertura de restaurantes, os serviços musicais não estavam autorizados a funcionar, como medida de prevenção a covid-19, no intuito de evitar prováveis aglomerações.

De acordo com o decreto, é de inteira responsabilidade do estabelecimento o rigoroso cumprimento das medidas de segurança no controle com o objetivo de resguardar a saúde da coletividade na prevenção do contágio do coronavírus, a retomada gradual das atividades musicais está condicionada ao cumprimento de determinados protocolos de segurança.

- isolamento da área dos músicos, não possibilitando acesso dos clientes para pedidos de música ou qualquer interação;

- torna-se obrigatória a redução do número de músicos: a) violão e voz (1 ou 2 músico(s); b) violão e bateria ou percussão (2músicos); c) teclado e voz (1 ou 2 músico(s); d) distanciamento de 2 (dois) metros entre os músicos;

- a equipe de apoio (técnicos de som, técnicos de iluminação, técnicos em equipamentos, entre outros envolvidos) não deverá circular nos ambientes, nem interagir com clientes, essencialmente fazendo a instalação, quando necessária, e ao final a desinstalação;

- música ambiente em até 70 decibéis durante o dia e 60 decibéis à noite;

- distanciamento mínimo de 2 (dois) metros entre o palco e as mesas dos clientes;

- os músicos deverão usar máscaras nas áreas de circulação, e no palco, exceto os vocalistas e instrumentistas de sopro;

- demonstrar a higienização dos instrumentos, cabos, microfones e outros equipamentos, para acesso ao estabelecimento;

- inexistência de espaço de dança, como pistas, mesmo que em tamanho reduzido;

- disponibilização de álcool em gel para os músicos.

Compartilhe

Deixe seu comentário