Pesquisa aponta 83% dos profissionais de saúde com Síndrome de Burnout durante pandemia

Considerando o total da pesquisa, incluindo os profissionais que estão e os que não estão na linha de frente, a Síndrome do Burnout apareceu em 79% dos médicos; 74% dos enfermeiros; e 64% dos técnicos de enfermagem

Foto: Divulgação

No meio deste feriado, infelizmente se viu, por todo Brasil, cenas de muitas pessoas desrespeitando as orientações de evitar se reunir em grandes grupos e de usar máscaras. Vale lembrar: a pandemia ainda não acabou. E, enquanto isso acontece, quem está nos hospitais, lutando pra salvar vidas, sofre.

Uma pesquisa inédita mostra que 83% dos profissionais de saúde demonstram sinais da Síndrome de Burnout: doença que ocorre quando a exaustão em relação ao trabalho é completa, física e mental.

Considerando o total da pesquisa, incluindo os profissionais que estão e os que não estão na linha de frente, a Síndrome do Burnout apareceu em 79% dos médicos; 74% dos enfermeiros; e 64% dos técnicos de enfermagem. O dados também apontam que, quanto mais jovem o profissional, maior a chance de esgotamento, e que a síndrome aparece mais em mulheres.

Compartilhe

Deixe seu comentário