Targino Machado declara apoio à pré-candidatura de Geilson a prefeito de Feira

Na ocasião, Targino destacou ainda que foi escanteado pelo partido e não entende o fato de ‘um partido da magnitude do DEM, abrir mão de ter um candidato próprio nas eleições municipais para prefeito de Feira neste pleito’.

Foto: Reprodução

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta terça-feira (4), o deputado estadual Targino Machado anunciou apoio à pré-candidatura do ex-deputado Carlos Geilson à prefeitura de Feira de Santana para as eleições municipais deste ano. 

'Não tive dificuldades em encontrar os predicados necessários em Geilson, por isso venho dizer que, autorizado que estou e fui pelo meu grupo político, no último sábado, estou aqui para declarar apoio ao pré-candidato Carlos Geilson, dizendo que, ele tem a experiência política, conhece mais as ruas e vielas de Feira do que eu. Geilson, a bola é sua', disse o deputado estadual. 

Após fala de Targino, Geilson agradeceu o apoio, ressaltando felicidade e emoção. 

'Qual político de Feira de Santana que não sonhou em receber o apoio do deputado estadual mais votado da cidade, de um político que tem um grupo sólido. Se Targino fosse candidato, seria meu candidato. Tenho dito isso pra dizer que essa construção não foi feita agora, não foi feita no calor de um aborrecimento do deputado com o partido, ela foi construída ao longo do tempo. Forma-se aqui, a união por Feira de Santana', afirmou Geilson. 

Na ocasião, Targino destacou ainda que foi escanteado pelo partido e não entende o fato de ‘um partido da magnitude do DEM, abrir mão de ter um candidato próprio nas eleições municipais para prefeito de Feira neste pleito’. 

'A minha pré-candidatura a prefeito ganhou as ruas e o gosto popular, inexplicavelmente, o meu partido (DEM), que eu tenho defendido exaustivamente, me escanteou. Se tivesse alguém no partido com igual densidade eleitoral, eu compreenderei porque o meu projeto nunca foi pessoal, mas infelizmente, todos sabem que ao contrário de me apoiar, o Democratas faz todos os gestos de apoiar um candidato do MDB, o prefeito de Feira de Santana. Provoquei o partido nas três esferas, não obtive êxito. Tentei sair do partido para concorrer por outra legenda, fui bloqueado. O partido vai perder as eleições em Feira de Santana', pontuou. 

Compartilhe

Deixe seu comentário