Carência esportiva

Foto: Divulgação

Nesse momento de necessidade de isolamento social, várias atividades deixaram de ser desenvolvidas, para evitar aglomerações. Entre elas, estão as competições esportivas, que tanto despertam o interesse do público. Os amantes do futebol, que é, de longe, a modalidade mais popular no Brasil, desenvolveram uma espécie de ‘carência esportiva’.

Durante todo esse período em que os clubes estão sem jogos, nota-se no torcedor uma ansiedade que o faz voltar no tempo. Foram quase 3 meses sem jogos ao vivo na TV, com as transmissões substituídas pelas reprises nos canais especializados em esporte. E sempre que aquele título do clube do coração, conquistado nos anos 80 ou 90, é relembrado, as redes sociais são inundadas pelos torcedores com fotos e vídeos acompanhando esses momentos em frente à TV.

Agora, começamos a ter a volta do esporte aos poucos, e a necessidade de suprir essa ‘carência esportiva’, tem tornado atrativos, jogos que passariam despercebidos por muita gente, não necessariamente pelo nível técnico, mas pelo fato de não se tratar do time do coração em campo.

Quem não torce para times do Rio de Janeiro, passou a acompanhar o campeonato carioca. É a única opção no Brasil, no momento. Aqueles que nunca deram muita importância ao futebol europeu (apesar de ser muito melhor, tecnicamente, que o brasileiro), passaram a acompanhar mais os jogos das equipes de países como Espanha, Itália, Inglaterra e Alemanha. Até quem não acompanhava a Fórmula 1, desde os tempos vitoriosos de Senna ou das ‘eternas promessas’, Rubinho e Massa, e que parou de acompanhar por não contar mais com brasileiros em papel de destaque, voltou a acompanhar, com o início tardio da temporada 2020, no domingo passado. Efeito ‘carência esportiva’.

Encerro esse comentário com uma boa notícia a quem está sofrendo com a abstinência de esporte na TV (assim como eu, admito). Ontem, foi divulgado que a Copa do Nordeste, deverá ter sequência, com sede única (Salvador é a favorita) e sem público nos estádios, a partir do próximo dia 18, e o Campeonato Baiano, a partir do dia 21. Aos poucos, começaremos a suprir essa carência e teremos, ao menos, uma atração a mais na TV durante esse período de isolamento social. As lives, já encheram o saco.

Compartilhe

Deixe seu comentário