35% dos bares e restaurantes já fecharam unidades definitivamente no Brasil

Outros 15% dos estabelecimentos afirmaram que não conseguirão manter os seus negócios após a pandemia. A pesquisa foi feita entre os dias 5 e 17 de junho.

Foto: Divulgação


O último levantamento realizado pela ANR (Associação Nacional dos Restaurantes) em parceria com a Galunion aponta que 35% dos bares e restaurantes com mais de uma unidade já fecharam lojas permanentemente por conta do isolamento social para deter a pandemia do coronavírus.

Outros 15% dos estabelecimentos afirmaram que não conseguirão manter os seus negócios após a pandemia. A pesquisa foi feita entre os dias 5 e 17 de junho.

Ainda de acordo com a pesquisa, 76% das empresas que buscaram novas linhas para financiar o negócio tiveram suas propostas recusadas. A mesma porcentagem também já fez uso da MP 936, referente à suspensão ou redução de jornada e salário.

Para o presidente da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), Percival Maricato, nem mesmo o Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte), linha do governo mais recente voltada para os pequenos empresários, deve ser de grande valia ao setor.

"Mesmo com esse último programa, ainda há restrição de faturamento, e a maioria não receberá a ajuda. Sem contar as exigências de garantias, que ainda limitam o acesso ao crédito. Isso é um problema tão relevante quanto a retomada. É preciso financiamento para reposição de estoque, recontratação de funcionário e para que o empresário consiga colocar toda essa engrenagem para funcionar", disse.



Informações Bahia Notícias 

Compartilhe

Deixe seu comentário