PODE TER CHEGADO E NÃO SABEMOS

Foto: Divulgação

No Rio de Janeiro, o governador do estado liberou o funcionamento de shoppings, bares, restaurantes, ambulantes e estabelecimentos comerciais em geral a funcionarem com jornada reduzida, enquanto que o prefeito da cidade mantém proibição do funcionamento de tais estabelecimentos. O STF decidiu que os prefeitos e governadores tem prerrogativas de decidirem sobre os programas de combate ao covid-19 em seus respectivos estados e municípios, mas não previu como resolver os conflitos de decisões entre eles. O que se vê no Rio de Janeiro é uma briga política entre o governador Witzel e o prefeito em torno do combate ao coronavírus naquela cidade e em prejuízo ao povo carioca. Tomara que esse “vírus político” não chegue ao nossos estado, ou então, pode ter chegado e não sabemos.

Compartilhe

Deixe seu comentário