A partir desta quinta-feira, comércio de Feira é fechado; serviços essenciais seguem abertos

Decreto municipal tem validade até 1º de junho.

Foto: Joaquim Neto/Bom Dia Feira

O comércio da cidade de Feira de Santana voltou a fechar a partir desta quinta-feira (21), depois de passar um mês reaberto. A medida foi por meio do decreto que vale até o dia 1º junho e ocorreu como ação de combate a disseminação do coronavírus. 

Com isso, fica mantido também o fechamento completo de todos os shopping centers, galerias, lojas de conveniência de postos de gasolina e afins, Feiraguay, Mercado de Arte Popular, bares e restaurantes.

As academias de ginástica, cinemas, teatros e demais casas de espetáculos e de eventos, parques infantis privados, centros esportivos de qualquer modalidade, que tinham decreto de fechamento com prazo de vencimento nesta segunda, seguem fechados por prazo indeterminado.

A CEASA e o Centro de Abastecimento funcionarão em horário reduzido das 04h às 14h.

Seguem autorizados a funcionar os serviços de Delivery ou Take-away (retirada no balcão), assim como as atividades comerciais consideradas como de natureza essencial, como os mercados, supermercados, hipermercados, açougues, frigoríficos, granjas, peixarias, lojas de hortifrutigranjeiros, as feiras livres de produtos alimentícios, o Centro de Abastecimento, os Postos de Combustíveis, revendedores de gás, as Farmácias, Instituições Bancárias, Correspondentes Bancários, Casas Lotéricas, Lojas do Setor da Construção Civil e sua cadeia produtiva, lojas de auto-peças, borracharias, oficinas mecânicas e demais estabelecimentos relacionados à manutenção de veículos automotores, serviços de transporte e logísticas, serviços de segurança privada, estabelecimentos de vendas de material de limpeza e equipamentos de proteção individual (EPIs) e produtos veterinários e agropecuários, empresas do setor de serviço, os profissionais liberais, as clínicas (humanas e veterinárias) e as indústrias.

Fica prorrogada também, até o dia 01 de junho, a suspensão de todas as atividades das unidades escolares integrantes da Rede Municipal de Educação e Rede Privada de Ensino (superior, médio, fundamental, básico, cursos preparatórios, assim como creches).

A Prefeitura Municipal reitera ainda a adoção de protocolos de segurança e enfrentamento ao coronavírus na cidade como o uso obrigatório de equipamentos de proteção individual, com utilização de máscaras para os trabalhadores e clientes; higienização contínua do local e pessoal com álcool gel e proibição de aglomeração de pessoas em todos os espaços.

Todos os setores que permaneçam autorizados a funcionar deverão respeitar os protocolos de proteção sanitária originados pela situação atual de pandemia.

Tais medidas visam o combate a disseminação do coronavírus na cidade de Feira de Santana. No momento a cidade conta com 244 casos confirmados da doença.

Compartilhe

Deixe seu comentário