Líder de facção morre após trocar tiros com a Rondesp

Neri Rosa, conhecido como “Canela” ou “Tico”, era o criminoso mais procurado pela Secretaria da Segurança Pública, na capital baiana.

Foto: Divulgação

Neri Rosa, conhecido como “Canela” ou “Tico”, morreu na manhã desta quinta-feira (07-05-2020), no Hospital Geral do Estado (HGE), após trocar tiros com policiais da Rondesp Atlântico, no bairro Brotas em Salvador. Ele era integrante do Baralho do Crime, ele liderava a facção Bonde do Maluco (BDM), responsável por tráfico de drogas, homicídios, roubos a bancos e carros-forte, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores.

Segundo informações, os PMs receberam denúncias de outras forças estaduais de segurança e da Polícia Federal sobre o possível esconderijo do foragido da Justiça. 

Na Rua Irmã Dulce, bairro de Brotas, o traficante foi encontrado dentro de um imóvel. Ele foi cercado, mas tentou fugir atirando contra os policiais. Houve confronto e o foragido acabou atingido. Mesmo socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE), o criminoso não resistiu aos ferimentos.

Ainda de acordo com informações, com o criminoso foram apreendidos uma pistola calibre 380, carregador, munições e dois tabletes de maconha.

Neri era o criminoso mais procurado pela Secretaria da Segurança Pública, na capital baiana. 

“Agimos com rapidez para evitar que o líder de facção escapasse. Na ação, nenhum policial nem inocente ficaram feridos”, relatou o comandante da Rondesp Atlântico, major Edmundo Assemany.



Informações Gleidson Santos 

Compartilhe

Deixe seu comentário