Conjunto Penal da BA produz máscaras de proteção para detentos e funcionários

Confecção do material vai atender servidores, colaboradores e monitores de ressocialização, agentes de segurança e população carcerária.

Foto: Conjunto Penal de Itabuna/Divulgação

O Conjunto Penal de Itabuna, no sul da Bahia, iniciou uma produção de máscaras de proteção para detentos e funcionários para prevenir a transmissão pelo novo coronavírus.

Os internos que fazem parte do setor de Corte e Costura inciaram os trabalhos na manhã de sábado (21), todos com máscaras e com as mãos devidamente higienizadas. A confecção do material vai atender os servidores, colaboradores e monitores de ressocialização, agentes de segurança e a população carcerária.

O material utilizado é de alta qualidade, TNT 40 gramas por m² (gramatura 40), o mais indicado para proteção contra o coronavírus. Os internos produzem cerca de mil máscaras por dia.

O grupo é coordenado pelas colaboradoras da Socializa, que são instrutoras do curso profissionalizante de Corte e Costura no Centro de Ressocialização da unidade. Segundo a Socializa, a oficina de corte e costura já produz todo o fardamento do CPI e de diversas outras unidades do estado.


Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário