Exame descarta coronavírus em brasileira internada nas Filipinas

Informação é do embaixador do Brasil no país, Rodrigo do Amaral Souza.Criança de 10 anos foi internada na madrugada de sábado (25) com febre e dificuldade para respirar.

Foto: Divulgação

O resultado do exame da menina brasileira de 10 anos internada com suspeita de coronavírus nas Filipinas deu negativo para a doença. A informação, obtida pelo Hora 1, é do embaixador do Brasil no país, Rodrigo do Amaral Souza.

Ainda segundo Amaral, uma contraprova será feita para descartar completamente o diagnóstico. A família vai continuar em isolamento até que o novo resultado seja divulgado.

A criança é filha de mãe colombiana e pai brasileiro. Eles moram na cidade chinesa de Wuhan – considerada epicentro da doença – e viajaram para Filipinas de férias. Como a menina apresentou febre, a família procurou o hospital. Por precaução, toda a família foi internada em isolamento.

A menina é atendida no hospital Palawan, em Puerto Princesa. Ela chegou à unidade na madrugada do último sábado (25) com febre e dificuldade para respirar. No começo desta semana, a família informou que ela passava bem.

Na terça-feira, o presidente Jair Bolsonaro foi questionado sobre o plano de evacuação brasileiro para famílias em áreas afetadas pelo surto da doença na Ásia e disse, sobre o caso da família nas Filipinas, que não seria 'oportuno' que os pais e a criança voltassem ao Brasil. "Não seria oportuno tirar de lá, com todo o respeito", afirmou.

Também na terça-feira, o Ministério da Saúde confirmou que investiga três casos suspeitos de coronavírus. Os pacientes apresentam sintomas previstos no protocolo de atendimento à doença e são monitorados. Os registros são em Belo Horizonte (MG), São Leopoldo (RS) e Curitiba (PR).

Com esses novos casos em investigação, o ministério elevou a classificação de risco do Brasil para o nível 2, que significa "perigo iminente" - até segunda-feira (27) o país estava em nível 1 de alerta.



Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário