Proprietários de lojas no Feira Portal Center reclamam da falta de gestão do shopping

Com cerca de quase 500 lojas, segundo os proprietários, atualmente menos de 100 estão em total funcionamento.

Foto: Arquivo Pessoal

Proprietários de lojas no Shopping Feira Portal Center estiveram no programa Bom Dia Feira (Princesa Fm) na manhã desta quinta-feira (23) relatando que o empreendimento vem sofrendo com descaso e falta de gestão dos administradores do local, o que vem causando prejuízos aos proprietários.

O proprietário de loja no empreendimento, Jailton Dutra, destaca que o Shopping sofre com falta de administração.

“O shopping foi inaugurado em março, presenciamos mudanças no mês de setembro, doei um mês do meu trabalho ao empreendimento, juntamente com Manoel Oliveira que tem uma grande experiência em gestão. Havia um planejamento e deixamos toda uma programação para ser feita”, relata.

Segundo ele, a mudança no fluxo de pessoas que transitavam no Shopping, foi notável e a desocupação só aumenta.

“Havia uma inadimplência muito alta em torno de 79,54%, em 30 dias nós baixamos isso para 61% porque as pessoas tem que acreditar no projeto, no que está vendo e quais são as perspectivas para investir. Atualmente abrem três novos ou quatro, cinco novos alugam, mas fecham oito, nove”, afirma.

Para a também proprietária, Salete Moreira, a inadimplência sempre existiu como resultado da ausência de gestão.

“Nunca houve uma administração. Você já investiu na compra de uma loja e depois vê que te venderam uma coisa e lhe entregaram outra, as pessoas ficaram com receio de investir mais dinheiro sem saber o destino daquilo alí”, ressalta.

Salete relata que não vê interesse dos responsáveis para que o problema seja resolvido.

“Temos o contrato que possui uma cláusula onde diz que se você ficar com a loja fechada por mais de 90 dias, você perde a loja. Se eu tenho a oportunidade de te tomar a loja, vou fazer isso funcionar porque?”, diz.

Com cerca de quase 500 lojas na localidade, segundo os proprietários, atualmente menos de 100 estão em total funcionamento.

A nossa reportagem está em contato com os responsáveis pela administração do local para esclarecimento da situação.

Confira a entrevista completa: 

Compartilhe

Deixe seu comentário