Sisu 2020 passa de 1 milhão de inscritos; ministério afirma que site está estável

Sisu já teve 1.315.000 inscritos segundo balanço divulgado por ministério da Educação (MEC), nesta quarta-feira (22). Seleção unificada oferece 237 mil vagas em universidades públicas.

Foto: Divulgação

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) teve mais de 1 milhão de candidatos inscritos no processo seletivo de 2020, segundo o último levantamento publicado pelo ministério da Educação (MEC) em uma nota nesta quarta-feira (22). Até as 20h, foram 2,5 milhões inscrições realizadas por 1.315.000 pessoas. Cada candidato pode se candidatar em até dois cursos.

Os candidatos usam as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na disputa por uma das 237 mil vagas em instituições públicas de ensino superior do Brasil oferecidas por meio do sistema.

O MEC relembrou que entre meia-noite e 1 hora desta quinta-feira, (22), o Sistema será interrompido para as classificações de todas as inscrições serem feitas.

Para ter mais chance de conseguir uma vaga, é importante que o candidato entre uma vez ao dia para acompanhar como vai a sua candidatura. Conforme os candidatos vão se inscrevendo, a disputa vai ficando mais acirrada porque o sistema seleciona os estudantes pela nota do Enem. Assim, se um candidato com nota maior se inscreve depois, ele passa à frente do candidato que já estava inscrito.

Gilberto Alvarez, diretor do Cursinho da Poli, explica que o Sisu tem por princípio não estabelecer uma nota de corte fixa, varia a todo o momento, de acordo com as notas daqueles que estão se inscrevendo no portal. "Por isso, se no segundo dia a nota não valer para entrar no curso escolhido no primeiro dia, o candidato pode mudar de opção", indica Alvarez.

Ao entrar no Sisu para verificar o ranking, o estudante deve avaliar:

Quantas vagas estão disponíveis;
Qual a posição em que se encontra;
Se a nota é suficiente para garantir uma vaga.

Se o estudante quiser concorrer a apenas uma vaga em uma única instituição, ele não precisa verificar o sistema todos os dias. Basta se inscrever e esperar. Mas se tiver mais de uma opção, o recomendado é que ele verifique a inscrição ao menos uma vez ao dia, entre 21 e 24 de janeiro, para ver se quer manter as opções selecionadas, ou se quer trocar de curso, instituição ou cidade.

Na primeira 24 horas, foram 993.311 pessoas inscritas. No ano anterior foram 492 mil candidatos no mesmo período, segundo o Ministério da Educação (MEC). Como os participantes podem se inscrever em até dois cursos, o número de candidaturas registradas era, até 1h, 1.870.751. Os concorrentes podem se inscrever até as 23h59 do próximo domingo (26).

O balanço do primeiro dia de inscrições foi divulgado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, na manhã desta quarta-feira (22). Após a crise provocada pelo erro na correção de parte das provas, o primeiro dia de Sisu foi marcado por instabilidades no acesso ao site.

No fim da terça, o ministro disse que os problemas estavam resolvidos. Entretanto, estudantes voltaram a relatar instabilidades na tarde deste segundo dia de Sisu. Em nota desta quarta, o MEC informou que o site está funcionando normalmente e justificou a lentidão no início do processo como "uma questão de adaptação ao novo modelo".

As inscrições devem ser feitas na página do Sisu.

Podem participar os candidatos que fizeram o Enem em 2019 e não tiraram nota zero na prova de redação. Nesta edição, são 237.128 vagas em 128 instituições de todo o país.

Cada candidato poderá se inscrever em até duas vagas, especificando a ordem de preferência e o turno no qual pretende estudar.
Também é necessário definir a modalidade na qual o aluno se encaixa – ampla concorrência ou alguma relativa às ações afirmativas (com critérios raciais ou sociais).

Cronograma do Sisu 2020

Abertura das inscrições: 21 de janeiro (terça-feira)
Fim das inscrições: 23h59 de 26 de janeiro (domingo)
Resultado: 28 de janeiro
Prazo para participar da lista de espera: 29/1 a 04/2
Convocação dos candidatos em lista de espera: 07/2 a 30/4


Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário