Papa admite ter perdido paciência com fiel e pede 'desculpas pelo mau exemplo'

No último dia do ano, Francisco se irritou no Vaticano ao ser puxado por uma fiel e deu tapas na mão da mulher para se soltar. Imagens viralizam, e pontífice falou brevemente sobre o incidente nesta quarta-feira (1º).

Foto: AP Photo/Gregorio Borgia

O papa Francisco admitiu nesta quarta-feira (1º) ter perdido a paciência com uma fiel, na Praça de São Pedro, no Vaticano, no último dia do ano.

Na noite desta terça-feira (31), ao passar para cumprimentar fiéis do outro lado de uma grade diante do presépio da Praça de São Pedro, Francisco teve sua mão agarrada e puxada por uma mulher.

O chefe da Igreja Católica, de 83 anos, reagiu bruscamente, exclamou algo e depois bateu duas vezes na mão da mulher, visivelmente incomodado. As imagens viralizaram nas redes sociais. 

Veja vídeo abaixo:


Ele ainda continuou caminhando com alguma dificuldade e aumentou a distância dos visitantes, mas depois relaxou novamente à medida que entrava em contato com outras crianças.

Na primeira missa deste ano, Francisco defendeu que a defesa da paz e a construção de um mundo melhor exigem o respeito pela dignidade das mulheres.

"O renascimento da humanidade começou pela mulher. Se quisermos tecer de humanidade a trama dos nossos dias, devemos recomeçar da mulher. No seio de uma mulher, Deus e a humanidade uniram-se para nunca mais se deixarem. Em Deus, há a nossa carne humana e para sempre Maria será a Mãe de Deus", disse.


Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário