Número de multas aplicadas pelo Ibama em 2019 é o menor em 15 anos, diz relatório

Levantamento foi feito com base em dados do próprio governo. De janeiro a novembro de 2019 foram registradas 10.270 autos de infrações, número 25% menor se comparado ao mesmo período de 2018, quando foram aplicadas 13.776 multas.

Foto: Elida Oliveira/G1

Em meio ao aumento de 29,5% do desmatamento e às queimadas crescentes na Amazônia em 2019, os registros de multas aplicadas pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) foram na contramão dos crimes ambientais. Os autos de infração registrados de janeiro a novembro de 2019 são os menores dos últimos 15 anos, indica um levantamento feito pelo Observatório do Clima com base em dados do governo.

De janeiro a novembro de 2019 foram registrados 10.270 multas, número 25% menor se comparado ao mesmo período de 2018, quando foram aplicadas 13.776.

Para o Observatório do Clima, rede com mais de 20 organizações ambientais, a queda no número de multas indica um "desmonte" das políticas ambientais.

De acordo com o documento, "Bolsonaro ataca o Ibama desde sua campanha eleitoral, defendendo infratores ambientais e incitando a violência contra inspetores". O texto diz ainda que o "governo cortou orçamentos, nomeou funcionários despreparados, assediou funcionários e as regras de proteção foram alteradas."

"A falta de fiscalização adequada para combater o crime ambiental acaba elevando a sensação de impunidade e resultando em mais desmatamento" – Carlos Rittl, secretário-executivo do Observatório do Clima.

Informações G1

Compartilhe

Deixe seu comentário