QUASE ABERRAÇÃO

Foto: Divulgação

O presidente Bolsonaro recuou e retirou da lista de extinção de MEI (microempresário individual) 17(dezessete) atividades profissionais, a maioria ligada a cultura e às artes deste país. Bolsonaro iria dar um “tiro de escopeta no próprio pé” se não tivesse recuado em tempo. Acredita-se que a ideia louca não tenha sido dele, mas de puxa-sacos do poder, que para agradar o chefe estariam sugerindo ele submeter-se a um dos maiores constrangimentos da sua carreira política. Felizmente, o bom senso corrigiu a quase aberração.

Compartilhe

Deixe seu comentário