Procura por exames de prevenção ao câncer de próstata é considerada baixa

Conforme dados do Laboratório do Hospital Inácia Pinto dos Santos (HIPS) foram realizados na Campanha Novembro Azul, de 1º à 21 de novembro, 216 exames PSA Livres e 325 exames PSA Total, resultando em um total de 541 exames.

Foto: Divulgação

A procura pelos exames de prevenção ao câncer de próstata nos equipamentos mantidos pela Prefeitura através da Fundação Hospitalar de Feira de Santana ainda é considerada baixa, faltando poucos dias para o término do Novembro Azul, mês alusivo a saúde do homem. Desde o início deste mês, o Governo do prefeito Colbert Martins Filho ampliou a oferta de exames no Centro Municipal de Diagnóstico por Imagem (CMDI) e no Centro Municipal de Prevenção ao Câncer (CMPC).

Nestes equipamentos são disponibilizados, gratuitamente, consultas e exames com urologista, exames de PSA,Ultrasom de próstata, Ultrasom das Vias-Urinárias e Abdominal e Raio X.

Conforme dados do Laboratório do Hospital Inácia Pinto dos Santos (HIPS) foram realizados na Campanha Novembro Azul, de 1º à 21 de novembro, 216 exames PSA Livres e 325 exames PSA Total, resultando em um total de 541 exames. O agendamento é feito através do CMPC, Unidades Básicas de Saúde e via Central de Regulação.

O prefeito Colbert Martins Filho, médico por formação, ressalta a importância da realização dos exames e convoca a população masculina de Feira de Santana. “Para um homem consciente, a prevenção faz toda a diferença. As ações serão promovidas até o dia 30, último dia do mês, com o intuito de conscientizar a todos sobre a prevenção do câncer que mais acomete homens no país”, ressaltou. 

Colbert também faz um alerta importante: “É bom alertar aos homens com sobrepeso e obesos que estes possuem maior risco de desenvolver câncer de próstata”, frisou o prefeito.

O CMPC está fazendo os agendamentos para o PSA até o dia 29 deste mês, informa a coordenadora Kênia Lasse. ”Embora este mês inteiro esteja sendo dedicado à atenção à saúde do homem, a procura para a prevenção do Câncer de Próstata ainda é  baixa em comparação à demanda feminina no Outubro Rosa. Mas, até o final da campanha teremos mais uma semana específica que vai trazer uma série de ações nesse sentido. Vamos trabalhar uma semana de visibilidade”, ressalta a coordenadora do CMPC.

Kênia Lasse esclarece que mesmo após o encerramento da campanha, no dia 29 de novembro, o atendimento continua para aqueles homens que tiverem em mãos a solicitação dos exames agendados via Central de Regulação.

A coordenadora atribui a pequena procura para a prevenção do câncer de próstata ao “preconceito, falta de informação, e ideias equivocadas. Estas são algumas das características do comportamento masculino quando o assunto é saúde, sobretudo quando envolve a próstata”, acrescenta.

O câncer de próstata é a doença mais comum entre os homens, principalmente após os 50 anos de idade – embora possa ser diagnosticado também em pacientes mais jovens. O segundo mais comum entre os brasileiros, perdendo apenas, para o câncer de pele não melanoma. Para homens afrodescendentes e pessoas com histórico familiar de câncer de próstata, devem iniciar a prevenção aos 45 anos. No Brasil, a cada dez pessoas diagnosticadas com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos. A doença é causada por uma alteração genética (mutação) nas células da próstata.


Informações PMFS 

Compartilhe

Deixe seu comentário