Feira de Santana comemora semana da cultura

Início da semana aconteceu na terça-feira (05) no Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Feira de Santana.

Foto: Letícia Daltro

Uma noite emocionante e especial, com muitas e merecidas homenagens. Foi assim a terça-feira, 5, no Museu de Arte Contemporânea (MAC) de Feira de Santana.

Foi o início da Semana da Cultura, evento promovido pelo Governo do prefeito Colbert Martins Filho, através da Fundação Egberto Costa. E não faltaram homenageados, na música, teatro, dança e letras. Carinho especial para o inesquecível baiano Ruy Barbosa.

Uma palestra especial sobre o jurista baiano foi ministrada pelo professor mestre Raimundo Gama. Uma viagem sobre a história dessa figura tão importante para o Brasil e para Feira de Santana, já que o apelido mais popular da cidade foi dado por Ruy Barbosa em uma visita ao lugar que ele chamou de “Princesa do Sertão”.  

“É importante nós termos um dia, embora que o dia da cultura seja todos os dias, mas tendo um dia especial é importante para manifestarmos a nossa gratidão àquele que criou e instituiu a data, em 1970, através de um decreto, e que hoje a Fundação está dando continuidade”, explicou a professora e escritora Lélia Vitor, referindo-se à Lei nº 5.579 que oficializou o dia 5 de novembro como Nacional da Cultura.

Entre os homenageados da noite, os professores ganharam destaque. Um deles teve até torcida, que vestiu camisa. Foi o professor Eliseu Oliveira, que há uma década ensina teatro através do Programa Arte de Viver, e contou com a presença de alunas da terceira idade prestigiando o evento.

“Eu estou muito feliz por ter o trabalho reconhecido, embora pra mim o reconhecimento maior é a dos alunos e a prova é a presença deles aqui. Receber essa homenagem junto com eles foi uma coroação. E como professor é um prazer enorme aprender com eles e passar um pouco do meu conhecimento, pois é através da arte que conseguimos provocar o conhecimento crítico, o conhecimento de mundo pelo meio das artes”, analisou Eliseu.

Para o professor Eduardo Brito, a data teve um significado especial. “Me sinto tão pequeno diante de outros nomes e pessoas que fazem isso há tempo e com tanta nobreza e bravura em nossa cidade, mas, ao mesmo tempo, o coração alegra-se pela acolhida destes mesmos nomes que me reconhecem como parceiro e aliado nesta ação tão nobre em nossa sociedade. Minha gratidão ao Instituto Antônio Gasparini e Colégio Estadual Governador Luiz Viana Filho, espaços que me permitem sonhar e encontrar aliados nestes sonhos e juntos torná-los realidade, tocando na vida de pessoas e provocando mudanças significativas”, destacou o professor, um dos homenageados da noite. Ele recebeu a placa das mãos de sua mestra, a produtora cultural Luluda Barreto.

A noite especial contou, também, com o lançamento dos livros do 5º Concurso Municipal de Poesia e “O Trovador”, de Antônio Lajedinho. Teve, ainda, o jazz da banda Roni Santinni.

Mas, apenas um dia para comemorar todas as artes é pouco, a Semana da Cultura vai até o final desta semana com manifestações artísticas nos bairros Cidade Nova e Jardim Acácia. E no dia 22 deste mês de novembro, no bairro Aviário. O evento é realizado com o apoio da Prefeitura de Feira de Santana, através da Fundação Cultural Egberto Costa.


Informações PMFS 

Compartilhe

Deixe seu comentário