PMs deflagram greve em assembleia; SSP nega e monitora 'pequeno movimento'

Em nota, o Comandante Geral garante que a Policia Militar não está em greve e que o policiamento segue normal em todo o estado.

Foto: Divulgação

A Polícia Militar da Bahia (PM-BA) decidiu, em assembleia da categoria realizada nesta terça-feira (08), decretar greve em todo o estado. 

De acordo com o deputado estadual Soldado Prisco (PSC), que conduz o movimento, a mobilização deflagrada, chamada de 'segurança por segurança' conta com a adesão de 10 mil policiais que votaram por unanimidade pela greve. A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) nega a existência de um movimento paredista e trata a mobilização como um “pequeno movimento”.

'Vocês que estão nos quartéis, fiquem nos quartéis, pois não tem segurança para você na rua', declarou Prisco em vídeo compartilhado nas redes sociais. O deputado estadual conclamou os policiais a aderirem ao movimento e permanecerem na sede da Associação Desportiva e Cultural da Coelba (Adelba). 

Os policiais reivindicam, entre outros pontos, melhorias do Planserv, reforma do estatuto, reajuste do auxílio alimentação, um novo plano de carreira e Isenção de ICMS para aquisição de arma de fogo. Na última semana, o comandante-geral da PM, Anselmo Brandão, negou o movimento. Sobre a possibilidade de greve por parte da PM-BA, Brandão amenizou e disse que 'não somos irresponsáveis para parar uma cidade por causa de pauta que sequer a gente analisa”, ao se referir os pleitos sobre Planserv e RH Bahia de grupos de profissionais de segurança pública. 

Em nota, o Comandante Geral garante que a Policia Militar não está em greve e que o policiamento segue normal em todo o estado. Confira na íntegra:

'O Comando Geral da Polícia Militar afirma que recebeu a informação de uma greve decretada por um deputado estadual. Trata-se de um movimento político sem a adesão da PM. 

A Polícia Militar informa que o movimento político tem a intenção de criar clima de insegurança. Isso não será permitido.

A Polícia Militar da Bahia garante o policiamento ostensivo em todo o estado e tranquiliza a população, que deve manter sua rotina normalmente. Reforça que o responsável pelas operações nas ruas  é o Quartel do Comando Geral, que está pronto para atender a todas as demandas da sociedade.  Adianta ainda que, os policiais que não atenderem suas escalas responderão conforme Legislação Militar.'

Em conversa com o repórter Joaquim Neto, o coordenador da Aspra Feira de Santana, Paulos Dos Anjos, afirma que o Governo do Estado sempre terá a mesma postura de dizer que tudo está normal. 

'Se alguém quiser acreditar nas falacias do governo do estado, fique a vontade para se arriscar nas cidades, nós estamos dizendo que o cidadão tenha sabedoria e se resguarde em sua segurança', diz. 

Dos Anjos ainda ressalta que na troca de turno durante a noite os policias vão assumir o turno, mas não sairão as ruas. 


Informações Bahia Noticias 

Compartilhe

Deixe seu comentário