Para advogado Gula Leal, Lei Anticrime é um projeto raivoso

Leal avalia projeto "anticrime" de Moro

O Projeto de Lei" Anticrime", anunciado pelo Ministro da Justiça & Segurança Pública, Sergio Moro, na segunda-feira (4), introduz no ordenamento jurídico do país uma maior autonomia para os policiais. "Este não pode ser um projeto que venha ferir a constituição federal", diz o advogado criminalista Dr. Guga Leal.

Outra questão mencionada no projeto é a prisão em segunda instância. "Eu, particularmente, não concordo. Que se dê os recursos para as pessoas recorrerem à sentença  até que sejam tranmitados e julgados."

Legítima Dedesa - Advogado bastante solicitado em Feira de Santana, Leal afirma que, "é uma questão muito subjetiva da interpretação do juíz e dos jurados".

Progressão de pena - "O projeto é um pouco raivoso. Qualquer prisão deve ser aproveitada como forma de ressocialização do cidadão na comunidade, e não um processo de raiva", diz Guga Leal. Segundo levantamento da Pastoral Carcerária, o Brasil tem 725 mil pessoas presas, atrás somente da China, com 1,6 milhão, e dos Estados Unidos, como 2,1 milhões.

Posse de arma - "Nós temos que desarmar a sociedade. Eu sou altamente contra a posse".

Compartilhe

Deixe seu comentário