Após pedido de 80 anos de prisão, defesa diz que Geddel ‘certamente’ será absolvido

Ex-ministro responde a processo no Supremo Tribunal Federal após apreensão de R$ 51 milhões em Salvador

Valter Campanato/ Agência Brasil

Depois de a Procuradoria Geral da República (PGR) pedir que o ex-ministro baiano Geddel Vieira Lima cumpra 80 anos de prisão, o advogado dele, Gamil Foppel, divulgou uma nota na qual disse lamentar que terem sido ignoradas todas as provas produzidas na instrução processual.

Para ele, as alegações finais foram “lastreadas em vazias afirmações não comprovadas” e em elementos de prova “marcados por flagrante ilicitude”.

“Serão oferecidas tempestivamente alegações finais pela defesa, que aguarda seja proferido acórdão absolutório, haja vista a inexistência de elementos mínimos de prova que permitam uma condenação. A defesa confia na imparcialidade do Judiciário, cuja análise será feita unicamente pelo que consta do processo o que, certamente, levará à absolvição”, disse Foppel na nota.

Geddel responde a processo no STF juntamente ao irmão, o deputado federal Lúcio Vieira Lima, por conta da apreensão de R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador.


Informações da Bahia.ba

Compartilhe

Deixe seu comentário