Tenente Coronel, José Alberto, fala da nova base de operações do Corpo de Bombeiros

Divulgação

O Corpo de Bombeiros de Feira de Santana está com uma nova base de operações. O Tenente Coronel José Alberto, fala ao Bom Dia Feira sobre essa nova base.

De acordo com o tenente coronel, o Corpo de Bombeiros já vem trabalhando no sentindo de utilizar a área do antigo Derba, na saída da BR 116 Norte, para reformar a casa que lá existe. "Tentamos fazer a reforma da casa, só que está reforma é meio complicado, por que tem que ter projeto, planta tudo mais e nos sentimos uma certa dificuldade" , explica. 

Segundo José Alberto, o departamento de apoio logístico possui atualmente um projeto já pronto de subgrupamento de bombeiros e estamos utilizando justamente esse projeto padrão para construir uma sede nova naquela área, todo o material foi cedido pelo departamento, além do cronograma físico financeiro  orçamentário e tudo que precisa para se montar um processo", salienta. 

Ainda de acordo com o tenente coronel, o pensamento do Corpo de Bombeiros agora é tentar licitar, ainda neste exercício, para que no primeiro semestre do ano que vem seja iniciado as obras no local. "Como é um modelo pré-moldado, não demora muito a construção, temos uma previsão de que no segundo semestre do ano já tenhamos a instalação no local, que é o mesmo período em teremos a formação de 45 soldados alunos que já devem estar formando em abril do ano que vem para compor a guarnição do Derba", explica.

Base no centro da cidade

Ainda em entrevista ao Bom Dia Feira, o tenente coronel José Alberto conversou com a reportagem sobre a possibilidade de uma base do Corpo de Bombeiros no centro da cidade. "Estive em alguns locais, como no antigo SAC e na usina de algodão e a peculiaridade é que lá não cabe uma estrutura de Corpo de Bombeiros. Nossos carros não são viaturas pequenas, são caminhões que temos que ter um espaço adequado para acondicionar e manobrar essas viaturas. Nestes locais nós temos uma dificuldade grande, porquê logo quando saimos, encontramos duas avenidas que são contra-mão, a Avenida Senador Quintino e a Avenida Senhor dos Passos, para pegarmos a Avenida Presidente Dutra teríamos que entrar pelo Feiraguai  e o trânsito naquela região é complicado. Tudo isso é analisado" ressalta.

No caso do antigo Derba, José Alberto explica que já existe a concessão de uso para o Corpo de Bombeiros. "A gente fez uma vistoria no local, no horário de pico das 12h40/13h00, saímos do Derba sentido a Avenida Senhor dos Passos e com a sinaleira fechada rodando a cerca de 40/50 km por hora e chegamos a cerca de 6 minutos na Avenida Senhor dos Passos. Esse tempo resposta é um tempo razoável e não influencia muito em uma ocorrência princípio de incêndio, partindo do pressuposto de que as pessoas que estão no local  atingido pelo fogo, tenham um certo conhecimento e use o extintor", pontua.

"É interesse que tenhamos um bom tempo resposta quando a ocorrência for fora de Feira de Santana, nós atendemos 69 municípios e nos estando lá no Derba, já teremos a vantagem de 15km a mais se for se descolar mais ao norte que é uma área de responsabilidade territorial do 2° GBM", concluiu.

Com informações do repórter Joaquim Neto.

Compartilhe

Deixe seu comentário