Acabou a quarentena?

Foto: Divulgação

Nos últimos dias, o sol saiu depois de alguns dias de chuva em Feira de Santana, e com ele, muita gente saiu de casa.

No último final de semana, o movimento de pessoas nas ruas se intensificou, restaurantes, que também funcionam como bares (ou vice-versa), estiveram movimentados, e áreas públicas, como as avenidas Getúlio Vargas (na parte reformada), e Nóide Cerqueira, também tiveram uma grande quantidade de pessoas, ao mesmo tempo, caminhando, praticando atividades físicas ou passeando.

No último domingo, precisei trafegar pela Avenida de Contorno, e me chamou atenção a grande quantidade de pessoas, ao fim da tarde, na Lagoa Grande. O local, que é extenso, estava praticamente lotado. Centenas de pessoas curtindo uma agradável tarde de domingo de sol, e pela quantidade de veículos estacionados, ainda dava a impressão de que o número de pessoas era ainda maior do que dava para ver pela Contorno.

Até entendo o motivo das pessoas em saírem para aproveitar o final de semana de sol, após um período de chuvas e após tanto tempo de quarentena. A vontade que dá é realmente essa. Todo mundo precisa ter momentos de lazer, principalmente porque, estamos todos cansados do isolamento social.

O que não podemos esquecer é que, embora a situação em relação ao número de novos casos e a ocupação dos leitos de UTI, esteja muito melhor do que no começo da pandemia (motivo pelo qual, a prefeitura decidiu flexibilizar as atividades econômicas), o vírus não foi erradicado e tampouco a população foi vacinada. O novo coronavírus continua circulando, infectando pessoas e matando-as. Por isso, as recomendações ainda são as mesmas. Sair de casa apenas para o necessário e evitar aglomerações estão entre as principais recomendações. Se as pessoas continuarem do jeito que estão, se aglomerando, uma nova onda de infecções acontece e tudo fecha novamente (o que não interessa a ninguém). O isolamento foi flexibilizado, mas não acabou. A quarentena, queiramos nós ou não, continua.

Compartilhe

Comentários