A URUCUBACA CONTINUA

Foto: Divulgação

A Urucubaca continua dando rasantes no Ministério da Educação em Brasília, porque depois de três ministros complicados que passaram pela pasta (o último foi nomeado e exonerado antes de tomar posse) e agora, o quarto, Roberto Feder, que o presidente Bolsonaro anunciou na semana passada, depois das rejeições da área olavista e dos “pimpolhos” do presidente, Feder usou o  “desconfiômetro e caiu fora” como “macaco velho que não mete a mão em cumbuca”, porque sabia que a urucubaca anda ronda o Ministério da Educação e possivelmente seria tão malhado quanto judas em sábado de aleluia. Resta saber quem vai ser a próxima vítima, e seja ela quem for, aconselhamos antes fazer visita nas casas dos pais de santos de Cachoeira (BA) para ver se eles conseguem espantar a urucubaca do Ministério da Educação, que já está se tornando em ministério da complicação.

Compartilhe

Comentários