TÁ BRINCANDO COM A SORTE

Foto: Divulgação

A imunização da população para doenças consideradas erradicadas no Brasil está em ameaça porque falta o mais básico pra isso: vacina. É até difícil de acreditar, mas é verdade. Em vários estados, uma das principais vacinas que se toma logo no começo da vida está em falta. A pentavalente, que protege a criança contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, e a bactéria Haemophilus Influenza B, que é a responsável pela meningite e infecções no nariz e na garganta, precisa ser tomada em três doses, aos 2, 4 e 6 meses de vida. 

A falta da vacina deixa a população em alerta, já que recentemente o sarampo, que também já tinha sido erradicado do Brasil, voltou a ter casos confirmados porque muita gente deixou de se vacinar. Nesse caso específico, o motivo não foi a falta de vacina, e sim, a falta de consciência das pessoas da necessidade de se vacinar. Isso também não elimina a responsabilidade dos governos (nas 3 esferas), já que as campanhas educativas são mais do que necessárias para a conscientização da população. Deixar de se prevenir e dar chance à volta de doenças já erradicadas no país não dá pra aceitar. O Brasil está brincando com a sorte.


Por: Fernando Moreira 

Compartilhe

Comentários