“VOU OLHAR O CARRO, PATRÃO”

Reprodução

O roubo das quatro rodas do carro estacionado do cantor Paulo Bindá, na última sexta feira, (03) enquanto ele participava de show, é uma prova incontestável que o nosso país passa por uma grande” enfermidade moral”. O carro estava estacionado numa rua de grande movimento (Fernando Ferrari), próximo da casa de show (Ária Hall) onde o artista estava, prova que os pseudos guardadores de veículos não guardam nada e só aparecem para receber o pagamento (adiantado) por um suposto serviço de zelar pelo patrimônio (carro) de quem paga. Obviamente que todos sabem que é uma “extorsão branca”. O tal pagamento para “olhar o carro”, infelizmente não o temos como fugir. Ou concorda em pagar pelo “ vou olhar o carro patrão” ou corremos risco de tê-lo danificado. No caso do carro de Paulo Bindá, inaugura-se uma nova modalidade de roubo na cidade e com certeza operação não realizada por um só ladrão, porque precisa de logística para levar as quatro rodas.

Compartilhe

Comentários