Feira de Santana, quarta, 16 de abril de 2014
18º MIN
29º MÁX

Violência: 48 horas, 10 mortes

Foto: Arte/BOM DIA FEIRA

As últimas 48 horas foram marcadas por 10 mortes violentas em Feira de Santana. A Polícia Civil já registra no mês de janeiro um total de 32 mortes. Em 2011 foram 33.  

No sábado (28) a tarde Tayran Leite Silva, morador do bairro Gabriela III, foi assassinado com vários em um bar no rio Jacuípe. O dono de um lava-jato Juliel Machado Pimentel, 25, morador do bairro Santa Monica, foi morto no estabelecimento de sua propriedade.

Um homem armado desceu de um carro, demais dados ignorados e pediu para um amigo da vítima sair do local. O matador mandou que Juliel ficasse de costas e disparou na nuca da vítima. O tenente PM Fábio Silva, que acompanhou a ocorrência, relatou que Juliel estava recebendo ameaças. “Até o momento os suspeitos não foram identificados. Não foi assalto por que não levaram nenhum pertence da vítima”, disse. O corpo de Juliel foi enterrado ontem no cemitério Jardim Celestial.

A noite, Adilson Santos Borges, 19, que residia no Feira IX, estava na carona de uma moto, quando foi fechado por um carro, demais dados ignorados, e um dos integrantes do veículo deflagrou os disparos na vítima que trabalhava como gari. O crime aconteceu no bairro Tomba.

Na mesma noite, um triplo homicídio surpreendeu os moradores do bairro Fraternidade. Três jovens, todos com 20 anos, identificados como Robson Soares da Silva, Edvan Santos Pereira e Josuel Ribeiro da Silva, foram mortos a tiros por dois suspeitos que estavam em uma moto. Populares acusam as vítimas de cometerem assaltos na região.

No domingo (29) no bairro Pedra Ferrada, foi encontrado um corpo, ainda não identificado, de um homem trajando short azul e camisa cinza, aparentando ter entre 30 a 35 anos, que foi assassinado com um tiro na cabeça e foi vítima de estrangulamento. A polícia ainda identificou a autoria do homicídio.

Na rua Paracatu, no bairro Conceição, foi assassinado ontem, com vários tiros, Hamilton Cerqueira dos Santos, 25, que era armador. Ainda no domingo Edmilson Sales do Carmo, 30, foi morto com quatro tiros na rua El Salvador, em uma mercearia. No crime saiu baleada no pé Priscila Oliveira Soares, 26. A vítima foi encaminhada para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA)

Na tarde de ontem, uma relação conjugal terminou em tragédia. O comerciante Fernando Santos da Silva, 41, é acusado de assassinar a mulher Gilma dos Santos Cruz, 35 e logo após cometer suicídio. O casal, que convivia a cerca de 10 anos, tinha uma filha de um ano e sete meses que presenciou toda a cena.

Com informações do repórter Valdir Moreira.

(Por Hamurabi Dias)